13 de janeiro de 2012

CALEIDOSCÓPIO 13

EFEMÉRIDES – Dia 13 de Janeiro
Ted Willis (1918-1992) — Nasce Edward Henry Willis em Tottenham,Middlesex–Inglaterra. Escritor/argumentista de teatro, televisão e cinema inicia-se no policiário em 1950 com The Blue Lamp onde é protagonista George Dixon; segue-se a série para televisão Dixon of Dock Green, que entre 1955 e 1976 apresenta duas centenas de episódios. Cria e escreve várias séries, também para televisão, como Flower of Evil (1961), Outbreak of Murder (1962) ou Sergeant Cork (1963-1968).


Amanda Cross (1926-2003) — Nasce Carolyn Gold Heilbrun em East Orange, New Jersey-EUA, professora de literatura e escritora femininista. que se inicia no romance policiário em 1964 com o pseudónimo Amanda Cross. Escreve 14 livros em que a protagonista é Kate Fansler, também uma professora de literatura inglesa que resolve mistérios habitualmente passados num ambiente académico. Escreve: In the Last Analysis (1964), The James Joyce Murder (1967), Poetic Justice (1970), The Theban Mysteries (1971), The Question of Max (1976), Death in a Tenured Position (1981), Sweet Death, Kind Death (1983), No Word From Winifred (1986), The Players Come Again (1990), An Imperfect Spy (1995), A Trap for Fool, (1989), The Puzzled Heart (1997), Honest Doubt (2000), e The Edge of Doom (2002)
Em Portugal foram editados os seguintes livros:
O Manuscrito de James Joyce (2001), Editora Pergaminho, Colecção As Damas do Crime. Título Original: The James Joyce Murder (1967),
Uma Espia Imperfeita (2003) Editora Pergaminho, Colecção As Damas do Crime. Título Original: An Imperfect Spy (1995).






Ron Goulart — Ronald Joseph Berkeley nasce em 1933, em Berkeley, California-EUA. Escritor com uma vasta obra, em particular no campo da ficção científica e mistério, utiliza nove pseudónimos diferentes, sendo os mais conhecidos Kenneth Robeson, Frank S Shawn, Joseph Silva, Con Steffanson. Escreve duas dezenas de livros de mistério, com destaque para as séries John Easy e Groucho Marx. John Easy é um convencional detective privado de Hollywood que protagoniza alguns contos e 4 livros: If Dying Was All (1971), Too Sweet to Die (1972), The Same Lie Twice (1973) e One Grave Too Many (1974). Na série Groucho Marx Goulart entrega o papel de detective a um herói da comédia; uma narrativa recheada de clichés e de referências a escritores clássicos da literatura policiaria: Groucho Marx, Master Detective (1998), Groucho Marx, Private Eye (1999); Elementary, My Dear Groucho (1999); Groucho Marx and the Broadway Murders (2001); Groucho Marx, Secret Agent (2002) e Groucho Marx, King of the Jungle (2005).





UM TEMA — O LOCAL IMAGINÁRIO DOS ESCRITORES
Todos os escritores têm uma tendência para criar um cenário para os seus romances e contos. Deliberadamente e por razões várias.
Nuns casos para dar ênfase à narrativa, caso de Dashiell Hammett, com a cidade de São Francisco. Igualmente Raymond Chandler, Raoul Whitfiel, William Campbell Gault, Arthur Lyons e muitos outros em relação a Los Angeles.
Outros pelo ambiente, como Conan Doyle, que quase sempre leva a actuação de Sherlock Holmes à sombria e vitoriana Londres, frequentemente envolvida em nevoeiro e chuva e tendo ao fundo o som das patas dos cavalos dos coches nas calçadas escorregadias; Faulkner escolheu um local imaginário Yoknapatawpha County no estado do Mississípi; Arkham no Estado de Massachusetts ou R'lyeh são cidades na ficção de H. P. Lovecraft; Jack Vance imaginou San Rodrigo; John Crowe (pseud. de Dennis Lynds) encontrou um local imaginário em Buena Costa; Ellery Queen fixou-se na cidade Wrightville; Agatha Christie cria a aldeia de St. Mary Mead para a perspicaz Miss Marple e a ilha Soldier Island (ou Nigger Island) ; Evan Hunter (pseud. de Ed McBain) na série 87th Precinct cria Isola; e mais recentemente Stieg Larsson em The Girl with the Dragon Tattoo imagina a ilha de Hedeby palco de um desaparecimento. Outro procedimento clássico consiste em reduzir os espaços a círculos fechados: um comboio, uma biblioteca, herdade ou palácio.
Em qualquer dos casos, os autores concebem os locais que lhes proporcionem ambiente e material para desenvolver crimes ou mistérios interessantes e indecifráveis.

Sem comentários:

Publicar um comentário